terça-feira, 26 de julho de 2011


  
Um senhor balança o corpo sozinho, no meio da calçada. Lenine no meu fone de ouvido. Desacelero o passo para encaixar a dança dele na música que só toca para mim. Ambos absolutamente no mesmo pulso. Pequena cena urbana de curtíssima duração.
  

Um comentário:

Juliana Parreira disse...

Minha querida, vc e seus olhares preciosos sobre as pequenezas da vida.
beijo grande, vamos nos ver pra vc conhecer meu pequeno!!!
ju