segunda-feira, 7 de setembro de 2009

o que há por dentro grita e esgarça ~ range sorri ironiza ~ é de sangue e suave cor ~ não tem matéria ~ implode-nos em sensação e imagens ~ existe como o tempo ~ presente, passado e desconhecidos, todos ~ mergulha-nos em torno de todas as mesmas diferenças ~ ária.
Há o salto. Parece estar na nova vida.

(por um filme, sua beleza terrível e quase insuportável dor)

Um comentário:

robson disse...

Além de poética, sensível,inteligente, você é simplesmente única. Grande de seu grande admirador.

Robson Hilário